sábado, 24 de abril de 2010

Sociologia da Religião

A sociologia é uma ciência teórica que toma como objeto tudo o que for construção humana: a cultura, a arte(em todas as suas formas de expressão), a política (e a politicagem também), as ideologias, o gênero e suas representações sociais, assim como os papeis sociais, a religião, a cidade, o campo, as gerações e etc.

Um ramo da socióloga bastante discutido é a sociologia da religião. A sociologia da religião busca discutir as formas como a religião encorpada como uma instituição social influencia e é influenciada pelos agentes sociais que a constrói. Além de influenciar a sociedade e ser influenciada por ela, na sua forma de instituição social (a igreja), a religião toma proporções fora da sua forma convencional de representação, esse manifestando dentro de varias das instituições contidas dentro da sociedade, como a família, o trabalho e até no próprio estado.

Um dos primeiros sociólogos a tratar da sociologia da religião foi o alemão Max Weber com o seu Clássico: A ética protestante e o espírito do capitalismo, onde o mesmo trata de como a ética das religiões protestantes influenciava na formação dos países capitalistas mais desenvolvidos.

Além de Max Weber, o Frances Emile Dukheim fez da religião seu objeto de estudo, em uma de suas ultimas obras, as formas elementares da vida religiosa, onde o mesmo trata do fenômeno religioso buscando tratar a partir da vida da religião de aborígenes australianos.

Logo após muitos cientistas sociais se debruçaram sobre o assunto, dentre eles; M.Mauss, E.Gellner, E.Leach e P.Berger. Atualmente vários processos de transformações do contexto religioso mundial, como o sincretismo, a presença do sagrado e do profano no cotidiano humano, as novas religiões e novas formas de prática religiosa, o “estado laico” e o fundamentalismo religioso amplia cada vez mais o campo da sociologia da religião.

Beethoven Simplíco Duarte

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Postar um comentário